publicações

livros:

Entre visão e invisão: paisagem [Por uma prática da paisagem no quotidiano]

Livro: 300 páginas.
Formato: 25 x 20 cm.
Preço: 60,00 R$ + Correio (Sedex ou Encomenda PAC).

Todos os trabalhos citados podem ser visualizados nos links abaixo:

Links das obras de Karina Dias citadas no livro.

Links das obras de outros artistas citados no livro.

Este livro foi patrocinado pelo FAC/Secretaria de Cultura do DF e lançado pela Editora do Programa de Pós-graduação em Arte da Universidade de Brasília – UnB.

O que se produz entre o olhar e o espaço cotidiano, urbano ou não, para que o pensemos como paisagem? Parto da idéia de que a paisagem se revela em meio às situações rotineiras e banais, em um movimento acelerado de pontos de vista distintos; ela é passagem, um deslocamento do olhar.

Experimentar a paisagem no cotidiano seria, então, ativar um movimento do olhar — ver e não ver se articulariam, os pontos de não-visão, de um certo estado de cegueira se transformariam em invisão, em uma visão interna. E é nesta dialética entre ver e não ver, entre não ver e ver internamente que se constitui o que aqui nomeio de paisagem. Não se trata de ver tudo, de ver em panorama, mas sim de se aproximar para habitar, de detalhar para se situar, para olhar, no espaço de sempre, a diferença.

As questões levantadas, ao longo do texto, se articulam com a prática artística da autora.

Grand-tour – Grupo Vaga-mundo: poéticas nômades.

“O presente livro é um convite a viagem: Grand-tour.

Em 2014, um grupo de nove artistas mobiliza-se a residir durante três meses nos arredores da Alfinete Galeria, na cidade de Brasília. Essa investigação-vivência entorno da galeria desdobra-se em muitas paisagens, um processo-território tecido por escritas, imagens e afetos que resultam em uma exposição, um livro e em um grupo de pesquisa, o coletivo Vaga-Mundo: Poéticas Nômades.

A presente publicação de Grand-Tour, esse diário de bordo/ livro de artista/ relato de viagem, permite que, o que outrora fora um exemplar único, sonhe-se múltiplo e possa dispersar-se por todos os cantos (não seria essa sua [con]vocação?). Afinal, o encontro com um livro, tal como com uma paisagem, é sempre fortuito, sempre um acontecimento feliz. Diz-se “paisagem” como quem diz “encontro”; a leitura e a viagem são cúmplices nesta poética do deslocamento.

Ao abrir esta estratigrafia de páginas, enuncia-se e engendra-se uma viagem em múltiplas espessuras. Deve-se sempre tatear um livro, sentir sua sutil aspereza, sua superfície fibrosa, e trazê-lo a fronte, até sentir seu aroma, até fazer da leitura um exercício de vertigem. Toda página prepara horizontes na cisura de sua encadernação; toda noite do livro sonha-se à aurora da leitura.

Este livro é, por fim, um convite e uma convocação: podemos também viver na aventura de um nomadismo poético, podemos também habitar essas topografias imaginadas no tempo de sua contemplação. Desvelar, da leitura, sua condição de vaga mundo: virar a página, viver distâncias, quem sabe voltar.

Um convite generoso: habitar o entorno, estar junto, redescobrir-se no deslocamento.

Boa leitura!

Boa viagem!

Bom encontro!

Matias Monteiro”

Livro: 188 páginas, Formato: 11,5 x 18 cm.
Coleção Pangeia
Editora Hecatombe, 2021.


capítulos de livros:

  • Por uma poética da viagem: estar com a terra, habitar a paisagem in Miguel Gally; Carla Milani Damião;Priscila Rossinetti Rufinoni; Rita Márcia Magalhães Furtado;Tiago Quiroga (Orgs). Estéticas das viagens. ABRE – – Associação Brasileira de Estética, 2022.
  • Vídeo-paisagem: a medida, a imensidão in Susana Dobal; Rafael Castanheira. A paisagem como narrativa: quando a imagem inventa o espaço. Editora FAC livros, 2022.
  • Orla [como atravessar um peueno litoral] in Cecília Mori; Julia Milward; Karina Dias; Silvino Mendonça; Yana Tamayo (Orgs.). Rumor – Tombo 1. Editora do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais – UnB, 2020.
  • [Daqui partem distâncias] in Iris Helena – Práticas de arquivo morto: Notas. São Paulo: Tuîa Arte e Produção, 2019.
  • Apontamentos sobre intervenção urbana e paisagem, uma experiência in BARRETO, Junia; FADUL, Telmo (Orgs.) TELALTERNATIVAS, São Paulo: Editora Horizonte, 2018.
  • Cinco paisagens: habitar o relevo ( em autoria com Levi Orthof, Ludmilla Alves, César Becker, Íris Helena) in Dispositivos e Artefactos , narrativas e mediaciones– Actas del I Seminário de Investigación en Arte y Cultura Visual, Montevideo: Ed.Universidade de Montevideo, 2018.
  • De la fenêtre, paysage vaporeux in Biagio D’Angelo; François Soulage; Suzete Venturelli (Orgs.). Esthétique & Connectivité. Paris: L’Harmattan, 2018.
  • Notas sobre a montanha in Karina Dias; Iracema Barbosa (Orgs.). POÉTICAS 1 – Encontro Internacional em poéticas contemporâneas. Brasília: Mira Stella Produções, 2018.
  • Notas urbanas – Coletivo Transverso in Cauê Maia; Patrícia Bagniewski; Patrícia Del Rey; Rebeca Damien (Orgs.). Atenção isto pode ser um poema. Brasília: Coletivo Transverso, 2018.
  • Observações da ilha. in Karina Dias; Iracema Barbosa (Orgs.). POÉTICAS 1 – Encontro Internacional em poéticas contemporâneas. Brasília: Mira Stella Produções, 2018.
  • Diários urbanos [ a cidade, o olhar, a paisagem] in Rogério Câmara ; Fátima Maria Aparecida (Orgs.). Urbanidades opacidades. Brasília: Estereográfica, 2017.
  • Notas sobre paisagem, visão e invisão in Fernando COCCHIARALE; André SEVERO; Marília PANITZ (Orgs.). Artes Visuais Coleção ensaios brasileiros contemporâneos. Rio de Janeiro: FUNARTE, 2017.
  • Notes de voyage – Grand-Tour in Biagio DÁngelo; François Soulages; Suzete Venturelli (Orgs.). De la photographie au post-digital – du contemporain au post-contemporain. Paris: L´Harmattan, 2017.
  • Lago : une géopoétique. Brèves notes sur le regard, le temps & le paysage in Biagio DÁngelo; François Soulages; Suzete Venturelli (Orgs.)FRONTIÈRES DES MOUVEMENTS AUTOPHOTOBIOGRAPHÉMATIQUES. Paris: L’Harmattan, 2016.
  • Notas de viagem [grand-tour] in Suzete Venturelli; Cleomar Rocha (Orgs.) Mutações, confluências e experimentações na Arte e Tecnologia. Editora PPGAV-UnB, 2016.
  • Paisagem urbana: espacio-em-obra in Silvia Leonor Aguero (Orgs.), Contiendas. Tucuman: Ed Tucuman: EDUNT, 2013.
  • ser, paisagem in catálogo da exposição ser, paisagem. Brasília: FUNARTE, – Prêmio Funarte de Arte Contemporânea – Atos Visuais 2012.
  • ser, paisagem in catálogo da exposição ser, paisagem. Brasília: FUNARTE, – Prêmio Funarte de Arte Contemporânea – Atos Visuais 2012.
  • Entre-nós texto de apresentação Grupo Bordelando, Brasília, 2012.
  • (a)notações-paisagem texto de apresentação do catálogo da exposição (a)notações-paisagem do artista Matias Monteiro. Brasília: Galeria Marcoantonio Vilaça, TCU, 2011.
  • Apuntamientos y citas: paysage, arte, ciudad in Silvia Leonor Agüero (Orgs.) Contiendas. San Miguel de Tucumán: Universidade Ncional de Tucumán, 2009.
  • Vídeo: a morada do íntimo (com Gê Orthof) in Suzete Venturelli (Org.) Arte e Tecnologia: para compreender o momento atual e pensar o contexto futuro da arte. Brasília: Ed. PPGAV, UnB, 2008.

artigos:

  • Casa-exílio, palavra-mapa ( com Luciana Ferreira). REVISTA POIÉSIS 39 Indigestos Trópicos ISSN 2177-8566, 2022.
  • (a)notações urbanas. Revista Polêmica. ISSN 1676-0727, 2015.
  • Grand-Tour: em volta do alfinete. REVISTA VIS (UNB). ISSN 1518-5494, 2015.
  • Parques Urbanos, a natureza na cidade: práticas de lazer e turismo aliadas à cidadania.(Com Mariana Inocêncio Melo) REVISTA BRASILEIRA DE ECOTURISMO. ISSN 1983-9391, 2013.
  • Turismo, Cultura e Patrimônio: sobre os usos dos espaços da cidade. (Com Maria Inês Ulhoa). Revista Cenario. ISSN 2318-8561, 2013.
  • Pensando-paisagem. REVISTA VIS (UNB). ISSN 1518-5494, 2011.
  • Moradas do íntimo ( com Gê Orthof). Revista HUMANIDADES. ISSN 0102-9479, 2010.
  • Notas sobre paisagem, visão e invisão. Revista VISUALIDADES (UFG) ISSN 1679-6748, 2008.

artigos no prelo:

  • A bordo dos dias ( Grupo vaga-mundo: poéticas nômades) Revista visualidades
  • Arte e paisagem: mover fronteiras, reencontrar a terra (Com Francis Wilker) Revista UFMG